AGES - Casos Sobrenaturais

Página 3 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 21 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Qui Jul 23, 2015 6:28 am


Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

Riu da careta que ele fez.
_ Eu até diria que a partir de agora faria o máximo para lhe surpreender, mas não tenho ideia de como faria isso e se soubesse e estivesse dizendo que o faria, você não seria mais surpreendido por mim _ falou e depois o olhou _ Essa fala soou melhor na minha cabeça.
Ela já ia dar a primeira mordida no seu terceiro, quando notou que ele não havia comido e nem pedido nada, estendeu o braço, parando o muffin próximo a boca dele.
_ Estão deliciosos, prove _ pediu, e depois notou que aquilo era estranho, ele era o seu chefe (um dia ela seria demitida), então com a outra segurou delicadamente uma das mãos dele e colocou o muffin nela _ Agora pode provar _ sorriu.
Escutou sobre não parecer capaz de se cuidar.
_ Eu moro sozinha desde os dezesseis, desde que não envolva cozinhar, eu consigo me virar _ garantiu, fazendo uma expressão cômica.
Escutou a resposta.
_ Mesmo que eu ache que está bem grandinho para isso e que já tenha muitas pessoas ao seu entorno, se um dia quiser companhia para fazer qualquer coisa ou apenas conversar, pode me ligar _ falou _ Eu escutava minha mãe tocar, ela era muito boa, um dia quem sabe você não toca para mim.
Era verdade ela gostava de escutar o som do piano, as vezes ia escutar Clarisse em alguns concertos.
Sorriu ao escutar a explicação do apelido.
_ Gostei, é fofo. Mas porque acha que combina?

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Daenis em Qui Jul 23, 2015 8:34 pm

Jemma Park Willberg | 26 anos | Agente

Ela balançou a cabeça como quem diz que entendeu, mas dentro de sua mente tudo ainda estava muito confuso. Ela não conseguia entender como ele sabia o que estava fazendo. Aquilo não passava de mais de um monte de símbolos e números confusos para a moça. Jemma não conseguia entender como essas coisas funcionavam. Mas ela se esforçou para parar de pensar nisso, senão acabaria frustrada.
Desviou o olhar da tela do computador e olhou brevemente para Peter antes de desviar o olhar novamente, envergonhada.
- Sim, já estão a caminho.
Jemma de repente se tornou consciente da própria presença perto de Peter. Ela se afastou dele um pouco atrapalhadamente, voltando para a sua mesa.
- Desculpe, não quero atrapalhar.

Caron John Whirt | 33 anos | Agente

Caron assentiu para Clare e se afastou alguns passos, colocando as mãos nos bolsos da calça. Ele não podia negar que andar a essa hora da noite, numa área dessas, depois de um incidente como este, seria sim suspeito.
- Obrigado - ele agradeceu a morena.
Ele estava esperando que John fizesse algum comentário ridículo, mas não comentou nada. Ele sabia da fama da morena e que ela podia se defender dos comentários agressivos de John. Já havia feito sua parte e tentado evitar que alguns desses comentários fossem feitos. Mesmo assim lançou um olhar de soslaio para a mais jovem. Tendo Jemma por perto, ele sabia como elas ficavam chateadas com certos comentários. A diferença era que ele parecia se importar e John não.
Andaram para fora do grill, com cacos de vidro estalando sob as solas do sapato. Do lado de fora, mais atrocidade os esperava. Caron suspirou. Essas pessoas eram pessoas, não somente dano colateral e mereciam um destino melhor que serem atacadas por alguma criatura sobrenatural e então ter a AGES para impedir que a família fosse justiçada. Mas o que diabos eles poderiam fazer além do que eles já faziam? Se uma pessoa saísse com vida, o trabalho deles havia sido cumprido.
Enquanto se afastavam e iam em direção à rua em que o carro fora estacionado, a ambulância passou por eles, indo em direção ao grill.

Charlotte "Charles" Ruth Middleton | 23 anos | Garçonete/aspirante à cantora

Charles ia começar a protestar, dizendo para Dorian não se preocupar, mas finalmente a ambulância e as viaturas chegaram. Dorian ficou extremamente agitada e Charles assistiu com aflição a garota ser sedada para que a pudessem levar ao hospital.
Um dos paramédicos veio a seu alcance para a atender, mas ela insistiu que estava bem, dizendo que todo o sangue era de Dorian. Mesmo assim ele fez um check up e cuidou do corte na mão dela. O homem disse que ela precisava ir ao hospital também, pois podia sofrer algum tipo de choque.
avatar
Daenis
Admin

Mensagens : 112
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário http://ages.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Qui Jul 23, 2015 10:11 pm


Steven Lancaster

A olhava com a sobrancelha arqueada e sem entender muito bem o que ela estava tentando dizer, mas quando ela finalizou ele junto os pedaços mais compreensíveis daquele pensamento que ela colocou pra fora e apenas assentia com a boca entreaberta como se estivesse assimilando aquilo tudo.
–Acho que deu pra entender... Ou quase. – riu.

Viu o muffin que ela estendia e olhou um pouco surpreso para o alimento como se não soubesse o que fazer com aquilo. Era pra ele morder? Mas havia comprado eles pra ela... Antes que tivesse tempo de dizer algo ela segurou sua mão e depositou o muffin ali. Ele seguiu olhando o muffin como se tentasse juntar um quebra-cabeças muito complicado antes de finalmente mordê-lo.
–Está certa. – falou depois de engolir um pedaço –Está delicioso. Mas era seu. – sorriu.

Ela tentava explicar que vivia sozinha desde os dezesseis.
–E novamente: “não sei como chegou viva até os vinte anos”. – brincou, apesar de que agora estava mesmo preocupado com como ela não se cuidava direito –Sério, Abelhinha, considere-se adotada. Você é uma “Ives-Lancaster” honorária agora. – riu.

Olhava a garota enquanto ela falava que ela poderia lhe ligar se quisesse companhia. Um pequeno sorriso surgia no rosto dele, ela realmente era uma boa pessoa. Queria tê-la conhecido antes, tinha certeza que hoje seria uma pessoa diferente se o houvesse feito. Mas agora era tarde não servia de nada pensar assim.
–Obrigado, Abelhinha. – sorriu ao ouvi-la falar da própria mãe, a garota quase nunca falava dos pais, talvez não tivessem uma relação tão boa ou fosse alguma outra coisa, mas ele não se intrometeria nem perguntaria nada que a deixasse desconfortável –Quem sabe.. Pode ser interessante tocar para alguém, mas lembre-se de manter isso em segredo, ninguém sabe que eu toco, e duvido que eu conseguiria ficar a vontade tocando para mais de uma pessoa. – não chegava a ser medo de palco porque ele constantemente faia apresentações em nome da empresa em eventos, workshops, programas de tv e por aí vai. É só que o piano era algo mais particular, e não achava que se sentira a vontade tocando pra outra pessoa além da Abelhinha. Na verdade ainda não sabia como ela arrancava tantos ‘segredos’ dele tão facilmente ...

Sorriu ao ouvi-la dizer que achava fofo.
–Sim, realmente fofo, não é mesmo? Porque... Bem.. Acho que não vou contar. – era divertido deixar ela curiosa.

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Qui Jul 23, 2015 10:41 pm


Clarisse Silveri | Agente | 23 anos

_ Que bom que gosta, assim vai me deixar cuidar, certo? _ aquilo claramente não era um pedido, ele não tinha escolha.
_ Antes de tudo o seu ferimento e se quiser ter o prazer de perder para mim nessa noite...Fique a vontade _ ela realmente achava que iria ganhar.
O loiro não fez qualquer piada a respeito do seu 'deslize', mas em compensação o sorriso que ele lhe deu...Escutou sobre a pequena pinta de nascença que tinha no seio direito e o fuzilou com o olhar, ela iria se vingar disso no pub.
_ Você fala demais, querido _ disse, abrindo a porta do motorista e entrando, aguardando os outros dois fazerem o mesmo.



Peter Ives | Agente | 32 anos

_ Que rápida _ disse ao escutar a resposta positiva, logo ela se afastou.
_ Não está atrapalhando Jemma, é bom ter a sua companhia _ disse de forma surpreendentemente gentil, logo vendo a mensagem de John, se virou para a morena.
_ Eles estão querendo comemorar o sucesso da missão e a sobrevivência e exigem a sua companhia, assim como eu, topa? Será divertido, Caron estará lá também e depois eu te levo para casa _ fez o convite com um sorriso.



Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

Riu.
_ Saiu bem confuso, como eu disse soou melhor na minha cabeça.
Ele encarou o muffin de uma forma que a fez querer rir, como se estivesse analisando toda a situação, antes de provar. Assim que ele o fez, ela sorriu.
_ Que bom que gostou. Ora, nós podemos dividir _ falou, não entendendo direito o fato dos muffins serem dela e ele não poder comer _ Toma mais um, para depois não dizer que sou uma gulosa _ brincou.
_ Eiii eu me viro muito bem _ era verdade, ela sobrevivia muito bem _ Me sinto honrada ser adotada por você, mas já aviso que terá prejuízos do tipo aguentar a minha presença constante e falatório, lhe dou uma semana para me devolver ao Ives. _ riu.
Escutou sobre manter aquele talento dele em segredo.
_ Okay, eu prometo não contar para ninguém _ prometeu, erguendo as mãos para que ele visse que ela não havia cruzados os dedos.
_ Porque não vai contar? _ perguntou, fixando os olhos verdes nele com uma curiosidade desmedida.
_ Acho que já estou satisfeita _ falou, quando estava na me tarde do terceiro muffin, de qualquer forma já estava tarde e voltava a nevar, se demorassem mais ficaria ruim para chegarem a mansão dele.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Qui Jul 23, 2015 11:21 pm


John Constantine

–Certo... – falou, apesar de não estar muito certo se era seguro, ela podia quere se vingar de todas as provocações na última semana e fazer aquilo doer mais do que devia, ou então dopá-lo com o remédio e desenhar no rosto dele.. (digamos que quando estão juntos John, Clare e Jake, eles tem o dom de serem extremamente infantis).
Riu da confiança com a qual ela agia, como se fosse mesmo ganhar.
–Amor, sem chances que eu vá perder. – ele era tão auto confiante quanto ela.
O modo como ela o fuzilava com os olhos apenas o fazia rir mais enquanto passava o braço bom por sobre os ombros dela.
–Relaxa, amor. É apenas uma pinta. – falou a soltando e indo para o banco do carona.
Logo que se acomodava ele virava pra trás olhando para Caron.
–Vamos todo pro pub, você também vai. Peter vai levar a Jemma. – avisou sem dar muita escolha ao outro.

Dorian H. Gray

*ainda esta dopada, mas daqui a pouco o efeito passa. Está sonhando com gatocórnios, ou unigatos... Ela ainda não decidiu como chama-los... Mas são animais que aparecem em suas alucinações alcoólicas*

Steven Lancaster

Riu quando ela falou sobre dividirem e foi enchendo as mãos dele de muffins.
–Sabe, Abelhinha. Diferente de você eu não consigo comer tanto. – brincou a provocando de leve –E por falar nisso, acabe com minha curiosidade: como cabe tanta comida num corpo tão pequeno e magricelo? – ele perguntava como se fosse uma questão de máxima importância.

Riu quando ela falou dos prejuízos da adoção.
–Não se preocupe, estou disposta a correr os riscos. – devolveu no mesmo tom um tanto brincalhão com o qual ela falava que ele logo a devolveria. Escutou a promessa que ela fazia e sorriu satisfeito –Ótimo, então tocarei para você.

Não teve como não rir ao escutar como ela perguntava somado ao brilho de curiosidade nos olhos verdes da garota. Isso apenas o deixava com ainda mais vontade de mantê-la curiosa.
–Porque é um segredo. – ele dizia em voz baixa como se fosse um segredo realmente. A olhou com a sobrancelha arqueada quando ela disse que já estava satisfeita –Então acho que já podemos ir. – falou deixando algumas notas sobre a mesa para pagar o cfé e os muffins e se levantou estendendo a mão para ela.

Era tarde quando saiu da universidade.
Ele gostava muito da área na qual trabalhava, mas simplesmente não suportava a falta de massa cinzenta de alguns de seus alunos. Às vezes ele até pensava que era proposital, principalmente quando tinha de corrigir as teses deles. A vontade que tinha era de acertar a cabeça de alguns deles com um dicionário (e não um daqueles minidicionários, e sim as edições grandes com milhares de páginas e capa grossa feita em coura e que pesa pelo menos mais de quatro quilos).

Mas o final de semana finalmente estava aí. E ele iria relaxar como um bom irlandês faz: indo ao pub.
Não demorou para entrar no Flogging Molly e escolher um dos bancos livres ao longo do balcão. Lhe surpreendia que John e Peter não estivessem ali, os dois nunca perdiam uma chance de ir pro bar...
Talvez houvesse surgido algum trabalho.
Pelo visto ele não seria o púnico a ter uma péssima sexta a noite.
–Uma Guinnes s. – pediu para Dome e logo recebia a caneca de vidro cheia com a bebida escura.

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Daenis em Qui Jul 23, 2015 11:43 pm

Jemma Park Willberg | 26 anos | Agente

Jemma comprimiu os lábios em um sorriso tímido. Quando ele se virou em sua direção, ela o olhou por uma fração de segundo e então pegou o celular e o guardou na bolsa, tentando não olhá-lo. Às vezes a mente de Jemma era igual a de uma criança: ela acreditava que se ela não estivesse olhando a pessoa, a pessoa não a veria.
Assim que ele começou a falar ela sentiu um peso rastejar por seus ombros. Comemorar? Em público? Com pessoas? Mas ela sentiu os ombros ficarem mais leves quando ele disse que Caron estaria lá também.
Se virou para ele, mas não o olhou diretamente. Não seja ingrata, Jemma, ela pensou.
- Bem... Acho que não fará mal ir lá um pouco certo? - ela lhe deu um sorriso tímido.

Caron John Whirt | 33 anos | Agente

Caron entrou no banco de trás do carro em silêncio, não se metendo na conversa dos dois. Enquanto colocava o cinto, olhou meio surpresa para cima, vendo que John o olhava. Ele estava pronto para recusar o convite, não tinha o menor interesse em ir beber, muito menos na companhia de John Constantine, mas quando ele mencionou Jemma, ele hesitou.
Ele não podia deixar Jemma sozinha com eles. Ela não iria sobreviver. Ok, talvez isso fosse um exagero, mas ele sabia que a moça não ia estar nada confortável com toda a situação. Além do mais, Jemma era muito fraca para qualquer bebida. O seu lado superprotetor em relação a ela começou a dar olá.
- Ok - ele concordou e se ajeitou no banco de trás.

Charlotte "Charles" Ruth Middleton | 23 anos | Garçonete/aspirante à cantora

Charles foi levada ao hospital e direcionada a uma sala de exames, onde foi atendida e examinada para certificarem-se de que ela estava bem. Ela perguntou diversas vezes se Dorian estava bem, mas ninguém lhe respondeu, até que ela desistiu.
Ela ficou deitada em uma maca, olhando o teto, pensando na cena horrível que presenciara. Aquele animal... Era grande demais para ser um lobo. Ele parecia um lobo, mas... não. Tinha alguma coisa nele que não estava certa. A face dele não era certa. Era como se o lobo tivesse sido deformado.
Enquanto pensava, o tempo passou rápido e logo depois uma dupla de policiais entraram no quarto para interrogar Charles. Ela narrou todos os acontecimentos da noite com certa afobação, devido a agitação e a adrenalina. Quando os policiais perguntaram sobre a criatura e ela falou o que ela pensava, eles não deram muito crédito a ela.
- Um lobo... Só que não? - um deles perguntou cético.
- Um lobo deformado, é isso que você está dizendo? - perguntou o outro com ar descrente. - E ele era maior que um lobo comum?
Eles saíram de lá incrédulos, dizendo que a garota provavelmente não estava conseguindo pensar direito devido ao choque e que ela voltaria a ser interrogada, deixando para trás uma Charles frustrada.
avatar
Daenis
Admin

Mensagens : 112
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário http://ages.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Qui Jul 23, 2015 11:52 pm


Clarisse Silveri | Agente | 23 anos

Quase riu da expressão que ele fez ao dizer "certo".
_ Você está sendo convencido, querido _ ela iria vencer, apenas para dar o troco nas provocações.
"É apenas uma pinta", ele realmente estava testando-a. Aguardou os dois entrarem e se acomodarem e ela deu partida.
_ Ótimo todos irão ver a sua derrota _ provocou, assim que Caron se pronunciou.



Peter Ives | Agente | 32 anos

Ela era realmente tímida, o loiro percebeu quando ela desviou o olhar.
_ Será ótimo, todos estarão lá, será uma ótima oportunidade para interação _ disse, se levantando e estendendo a mão para ela, mas sem saber se ela aceitaria, mas enfim não custava usar a educação que seus pais lhe deram.



Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

Ela colocou vários muffins nas mãos dele e sim, ela esperava que ele fosse comer todos.
_ Ei eu não como tanto e não sou tão pequena e magra assim _ falou, ela provavelmente era uma das poucas mulheres que desmentia um homem que dissesse que ela era magrela. Certo, ela pesava uns cinquenta quilos e tinha um e sessenta e sete, mas isso era um dado que ela ignorava.
_ Estou avisando, esses são os riscos mais sérios que poderia enfrentar só perguntar para o titio John ou para o meu irmão _ o alertou com certo drama. Sorriu quando ele disse que iria tocar para ela.
_ Vou aguardar ansiosa por esse momento. _ disse sincera _ Segredo?
_ Sim _ assentiu, quando ele disse que poderiam ir, aceitando a mão que lhe foi estendida e se levantando, pegando a sua bolsa e sendo guiada para fora do café.
_ Eu estou de carro, você está? _ perguntou, se ele não tivesse poderia vir com ela, caso contrário ela seguiria atrás em seu carro, já que não o faria lhe trazer de volta, o moreno deveria estar cansado.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Sex Jul 24, 2015 12:10 am


John Constantine

Caron concordou, mas aquilo não realmente surpreendeu o loiro, afinal era só colocar o nome de Jemma no meio e ele aceitava na hora. Alguém devia avisar Caron que ele não é o pai da garota, mas John não era exatamente o tipo que dá conselhos então deixaria isso pra outra pessoa.

Olhou Clare com a sobrancelha arqueada quando ela disse que ele estava sendo convencido e logo anunciava que ele seria derrotado.
–Quem está sendo convencido agora, amor? – rebateu.
Logo ela acelerava pra longe dali.
–Vamos pra minha casa. – era perto dali e assim já podiam fazer os curativos de uma vez e ele tomaria um anho –Eu te empresto uma camisa. Bem... A menos que queira seguir com seu adorável sutiã rendado a mostra. – completou com um sorriso cínico.

Dorian H. Gray

Acordou em um lugar que lembrava muito uma sala de cirurgia.
–Onde infernos eu estou..? – falou enquanto tentava se levantar e percebia que isso a fez puxar e arrancar o cateter de seu braço espalhando sangue e morfina pela roupa de cama –Merda... – reclamou quando a morfina em seu sistema a fez cambalear –Morfina.. Odeio morfina... Isso não é legal... Tenho que.. Sa.. ir... Daqui.. – falou arrancando todos os tubos e agulhas que haviam enfiado em sua pele.
Estava descalça no chão frio, com roupa hospitalar e a visão completamente embaçada devido aos medicamentos.
Olhou em volta até encontrar o que parecia ser os restos ensanguentados de seu uniforme de garçonete, deviam tê-lo retirado agora a pouco para ainda estar ali, e o vestiu roubando um jaleco branco e o colocando por cima.
Com cuidado abriu a porta, apenas uma fresta para espiar em volta, e como não havia ninguém no corredor ela saiu. Teve que escapar pela entrada de emergência quando uma das ambulâncias entrou.
Mas logo estava na rua e correndo o mais rápido que suas pernas permitiam pra longe dali.
Precisa de um banho, de roupas novas, e não podia voltar pra casa nem procurar nenhum conhecido ou seria encontrada.

Steven Lancaster

–Come sim, e é pequena e magrela. – falou como se fossem fatos que deveriam ser levados totalmente em consideração.
Riu quando ela falou dos riscos.
–Mas diferente deles eu estou disposto a lidar com esses riscos, eu juro. – disse com um riso meio brincalhão a levando para fora de lá.
Estava nevando. Ele gostava de quando nevava, de certa forma o fazia se sentir mais a vontade nessa cidade. Sorriu ao ouvi-la dizer que aguardaria para ouvir.
–Não, eu vim de táxi. – ele não gostava muito de dirigir dentro da cidade, apenas o fazia em viagens de carro.

*bebendo*

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Daenis em Sex Jul 24, 2015 12:25 am

Jemma Park Willberg | 26 anos | Agente

Ela olhou meio surpresa para a mão dele. Definitivamente não estava esperando isso. Por algum motivo sentiu uma sensação estranha no seu âmago quando ele falou sobre ser uma ótima oportunidade para interação. Ela tinha esperanças ridículas de que o jeito tímido dela não fosse notado. Ela tentava não lidar com os fatos. Mas Caron e o psicólogo da AGES falavam constantemente que ela tinha de voltar a socializar com pessoas de verdade e não só com livros.
Aceitou a mão que ele lhe estendeu e levantou-se da cadeira
- Acho que você tem razão - ela sorriu para ele. Podia ver que ele estava se esforçando para conversar com ela e não desmereceria isso.

Caron John Whirt | 33 anos | Agente

Caron ficou quieto durante todo o trajeto, enquanto os dois conversavam. Ele estava um pouco incomodado com a ideia de assistir os dois bebendo até não aguentar mais, mas afinal não tinha nada a ver com ele. De qualquer jeito, ele não bebia mais como antigamente e tampouco tinha vontade. Caron estava perfeitamente bem.

Charlotte "Charles" Ruth Middleton | 23 anos | Garçonete/aspirante à cantora

Uma enfermeira entrou no quarto na companhia de um médico e ele anunciou que Charles estava liberada. Eles deram a ela uma muda de roupas parecido com um pijama hospitalar. Bem, provavelmente era um pijama hospitalar. Ela se trocou no banheiro, tirando o avental do hospital e colocando o "pijama", já que suas roupas ensanguentadas haviam sido levadas pela polícia.
Pegou a bolsa e saiu do hospital com um curativo na mão e uma prescrição de remédios para dor.
Havia tomado boa distância do hospital quando ouviu o som característico de alguém correndo atrás de si. A princípio ela não se importou, mas quando o som foi se aproximando ela foi ficando ligeiramente preocupada. Por que diabos uma pessoa estava correndo desse jeito aquela hora da noite?
Olhou por cima do ombro e ficou completamente abismada ao contemplar Dorian Gray correndo como se não houvesse amanhã. Pulou na frente da garota para que ela parasse de correr quando ela estava perto o suficiente.
Charles tinha um milhão de perguntas na cabeça, mas a única coisa que ela conseguiu fazer foi encarar atônita a garota de boca aberta.
avatar
Daenis
Admin

Mensagens : 112
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário http://ages.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Sex Jul 24, 2015 12:35 am


Clarisse Silveri | Agente | 23 anos

_ Não é convencimento e sim uma prévia da realidade que se aproxima _ falou como se aquilo fosse a verdade absoluta.
Assentiu em seguir para casa dele e logo tomava a rota para o local, ouviu sobre o sutiã novamente e olhou discretamente para baixo para se certificar de que não estava amostra.
_ Não está aparecendo _  disse _ Mas aceito a camisa.



Peter Ives | Agente | 32 anos

Sorriu quando ela aceitou a sua mão, ele era bem zoeiro e chato, mas Jemma já era um tanto retraída e ele não queria piorar a situação para ela (além do que se Bea ou Clare sonhasse que ele fez Jemma se sentir desconfortável, ele teria um fim doloroso), mas ele preferia ignorar essa possibilidade.
A guiou pela mão até o estacionamento, soltando quando chegaram ao seu carro, abriu a porta do passageiro para ela e esperou ela entrar.



Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

_ Eu tenho altura mediana, um e sessenta e sete e preciso de nutrientes para continuar forte _ falou, apesar de que congelados, chocolate e cafeína não lhe traziam esses tais nutrientes.
Riu com o que ele disse sobre os riscos.
_ Okay, mas é sem devolução _ disse divertida, o guiando até o seu carro, já que o mesmo veio de táxi. Abriu a porta do passageiro e deu a volta, abrindo a do motorista e entrando, colocou a bolsa no banco de trás.
_ Qual é o endereço, chefe? _ perguntou, ligando o gps.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Sex Jul 24, 2015 12:53 am


John Constantine

Sério, Clarisse era tão convencida e cheia de si mesma quanto ele. E isso era meio engraçado, quem a visse ela primeira vez toda séria e sempre dando broncas nele e em Peter jamais imaginaria que ela pode ser infantil, competitiva, maluca e psicótica quando se solta com eles. Era o tipo de coisa que apenas os próximos à ela tem conhecimento.
Riu quando percebeu que ela realmente foi olhar pra ver se estava aparecendo.
Não demorou para ela estar estacionando ao lado da casa dele, e por casa entenda como um flat dos mais baratos, não é como se ele ficasse lá de qualquer jeito, o loiro passava mais tempo no Flogging Molly do que na AGES ou na própria casa.
–Enfim.. Não reparem na bagunça. Tive um recente problema com uma fada e uma gaiola de ferro que estava enferrujada.. – falou antes de destrancar a porta dando entrada para uma sala de estar completamente bagunçada na qual uma fada minúscula voava de um lado para o outro e que mal vendo o loiro tentou acertá-lo com uma abajur que se estatelou contra a parede.

Dorian H. Gray

Estava tentando abrir a maior distância possível entre si mesma e o hospital, principalmente por saber que a polícia estaria esperando ela despertar depois que os médicos fizessem a cirurgia, e que quando a enfermeira entrasse pra ver se a albina estava pronta para ser ‘costurada’ ou o que quer que fossem fazer com ela iria soar o alarme anunciando o desaparecimento da vítima, e o caos se instalaria no hospital.
Estava no meio dessa corrida desesperada quando alguém entrou na sua frente. Não teve tempo de parar, apenas tentou proteger o rosto ao ver que o impacto seria inevitável e caiu no chão batendo o braço com tanta força que a pele foi esfolada no asfalto ao longo do antebraço.
–Aiiii..... – gemeu baixo vendo o braço machucado –Isso doeu.
Logo erguia os olhos vendo que a pessoa em quem esbarrou não era ninguém mais do que Charles. Agora sim as coisas ficariam complicadas.
Ficou de pé ajudando a amiga em choque a levantar e a puxou para um beco vazio onde não seriam vistas.
–Charles. Charles! Escuta... Não entra em pânico... – arriscou.

Steven Lancaster

–Altura mediana nada. Aposto que não chega aos um e sessenta. – não tinha como resistir a provocar a menor ela tinha reações engraçadas, ou ao menos para ele pareciam ser engraçadas –Por isso que você não cresce, não se alimenta direito. – disse como se fosse um veredito a respeito daquele assunto.
Escutou a risada dela e apenas sorriu com o que ela dizia de não haver devolução.
–Eu já não tinha planos de devolvê-la mesmo. – brincou enquanto entrava ocupando o banco do passageiro e escutando ela perguntar o endereço –Primeiro: sem me chamar de ‘chefe’, faz eu me sentir meio estranho, prefiro quando me chama pelo nome. Westminster, próximo ao parque, não tem como errar é a grande mansão que parece ser tão antiga quanto a abadia.

*bebendo*

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Daenis em Sex Jul 24, 2015 1:03 am

Jemma Park Willberg | 26 anos | Agente

Ela deixou-se levar por Peter até o estacionamento e agradeceu quando ele abriu a porta para ela, entrando no carro. Ela olhou discretamente ao redor. Sentia-se meio claustrofóbica dentro de carros. Ela pensava se algum dia conseguiria entrar em algum carro sem que se lembrasse daquela noite fatídica.

Caron John Whirt | 33 anos | Agente

- Não se preocupe - Caron assegurou John. Ele realmente não se importava com bagunça alheia, apesar de presar a organização própria. Mas não tinha o mínimo interesse em saber que tipo de problema ele poderia ter tido com uma fada e uma gaiola de ferro enferrujada.
O homem olhou sobressaltado para o ponto da parede onde o abajur havia se estatelado. Aparentemente ele não estava brincando sobre a fada raivosa.

Charlotte "Charles" Ruth Middleton | 23 anos | Garçonete/aspirante à cantora

Charles deixou-se arrastar para o beco, ainda atônita pela visão de Dorian.
- Meu Deus - ela falou, se afastando da garota e passando as mãos nos cabelos sujos de suor e sangue. - Meu Deus, eu morri. Eu morri e agora estou no purgatório. Só pode.
Ela olhou para a outra novamente, completamente incrédula. Se aproximou e tocou na garota. Passou a mão no rosto dela, no cabelo, olhou o braço machucado. Sem pedir licença e antes que a outra pudesse impedir, abriu o jaleco branco que era grande demais para ela e olhou as roupas manchadas de sangue seco, marrom.
- Como você está de pé depois de ter se ferido daquele jeito? - ela perguntou, tentando realmente não entrar em pânico. Coisa que aparentemente estava falhando.
Quando as pessoas não entendem uma coisa, elas sentem medo. E Charles não estava entendendo nada do que estava acontecendo.
avatar
Daenis
Admin

Mensagens : 112
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário http://ages.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Sex Jul 24, 2015 1:23 am



Clarisse Silveri | Agente | 23 anos

A morena estacionou e desceu do carro, seguindo o loiro até o flat, as vezes a sua própria infantilidade a surpreendia e a fazia querer rir, atravessou a porta e não demostrou qualquer reação quando a fada jogou o abajour.
_ Onde está a caixa de primeiros socorros?



Peter Ives | Agente | 32 anos

Fechou a porta assim que ela entrou, deu a volta no carro e ocupou o seu lugar como motorista e deu a partida.
_ Está tudo bem?



Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

Aguardou que ele entrasse e se acomodasse e deu partida.
_ Você que é muito alto, porque eu tenho certeza da minha altura se eu não tivesse ao menos um e sessenta não..._ ela se interrompeu _ Não teria entrado na equipe de vôlei _ ela nunca tinha sequer praticado o esporte, mas falou aquilo apenas para corrigir uma falha, ela iria dizer que se não tivesse aquela altura não teria sido aprovada para AGES.
_ Eu comia bem até ficar sem empregada _ admitiu, com uma expressão hilária.
Escutou o endereço e o digitou no gps, logo seguindo para o local.
_ Okay, só chamarei de Steven, ainda não encontrei algum apelido para você _ um apelido que não a fizesse ser demitida.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Sex Jul 24, 2015 1:39 am


John Constantine

–Está no quarto. Aproveita e pega uma camisa pra você. – falou para a garota enquanto se abaixa pra não ser atingido por um copo atirado pela fada que parecia gritar e xingá-lo num idioma que ele não entendia –Vai você! – gritou em resposta pra fada antes de tentar atingi-la com uma almofada, mas não tendo muito sucesso.

Ele precisava de uma banho...
–Eu vou tomar um banho e já volto. Tente não ser atingido. – avisou Caron antes de desaparecer no banheiro.

Tomou um banho demorado pra conseguir se livrar do sangue do barghest e do próprio sangue. Limpou o corte e aproveitou para deixar que os jatos de água quente batessem contra os músculos rígidos devido ao frio. Depois de um tempo saiu do banheiro enrolado em uma toalha e foi direto pro quarto.
–Se não quiser ver é só virar de costas. – falou para Clarisse enquanto pegava uma roupa seca e começava a se vestir com ela ali mesmo.

Dorian H. Gray

Ficou em silêncio mastigando o lábio inferior enquanto a amiga se afastava em choque, o que era de se esperar, afinal ela viu Dorian ser rasgada e levada para o hospital e aquilo tudo que havia acontecido com ambas.
“Purgatório?” Qual é?! Dorian ao menos achava que sua amiga devia esperar que quando estivesse morta ela fosse pro paraíso ou o que quer que exista no pós vida, mas não... A primeira suposição que ela tem ao ver Dorian é de que está no purgatório. Bem.. Ao menos não foi o inferno.
–Charles você não morreu. – falou enquanto a outra abria o jaleco que Dorian vestia e olhava as roupas cobertas em sangue seco –Eu.. – inspirou profundamente antes de decidir contar a verdade, ou parte... Era a primeira vez que contava aquilo pra alguém além daquele escritor que conheceu quando jovem, Wilde (e ele transformou sua história em um livro, ela até que gostou de ler, mas odiou o final que ele criou, mas é grata ao livro dele, pois aquilo apenas a fez proteger o retrato original com ainda mais afinco) –Eu não estou ferida.
Podia ver o pânico nos olhos de Charles e estava se sentindo terrível por causar isso em sua amiga.

Steven Lancaster

–Não sou muito alto, você que é muito pequena. – não daria o braço a torcer tão facilmente, ele podia ser tão insistente quando a garota se fosse preciso –Não sabia que você jogava vôlei, sempre tive uma visão meio... Sedentário de você. – deixou a pequena provocação escapar. Sim, ele se divertia horrores a provocando, achava as reações dela simplesmente hilárias.
–Mas agora se alimenta terrivelmente mal, e vai ser pequeninha para o resto da vida. – falou mesmo arriscando ser acertado pela morena por seus comentários maldosos. A ouviu chama-lo pelo nome e explicar que ainda não havia encontrado um apelido pra ele, isso o fez se indagar se aquilo era verdade ou ela apenas tinha medo de irritá-lo.
–Abelhinha, você sabe que não existe nada no mundo que me faça demiti-la, não sabe? – indagou meio incerto –Você foi a melhor coisa que aconteceu à empresa em anos. – falou deixando um curto riso escapar –E isso inclui sua tão amada nova cafeteira na sala de convivência dos funcionários. – deu o exemplo para que ela entendesse que ela realmente era alguém que ele considerava indispensável.

*bebendo*

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Daenis em Sex Jul 24, 2015 1:48 am


Jemma Park Willberg | 26 anos | Agente

Respirando fundo e segurando a bolsa com firmeza, ela balançou a cabeça.
- Está - ela comprimiu os lábios em um pequeno sorriso.
Ela detestava o fato de ser tão transparente às vezes.


Caron John Whirt | 33 anos | Agente

Caron ficou aguardando na sala do flat, ouvindo os resmungos desconexos da fada raivosa. Ele olhou para as próprias roupas como se só agora tivesse se dado conta de que elas poderiam estar sujas. Mas não estavam. Ele não se aproximou do barghest o suficiente para ser sujado, somente atirou à distância, e conseguiu não se sujar mesmo com o chão coberto de sangue. Tirando as solas do sapato, que estavam com pedaços de cacos de vidro ensanguentados grudados embaixo.


Charlotte "Charles" Ruth Middleton | 23 anos 

| Garçonete/aspirante à cantora


Charles começou a sacudir a cabeça freneticamente. Não conseguia assimilar os fatos. Ela viu Dorian ser agredida, ela viu o ferimento, ela viu o sangue. Por Deus, ela sujou suas próprias mãos com o sangue da garota. Ela viu Dorian ser sedada e arrastada para o hospital em uma ambulância em estado crítico. Mas aqui estava ela e, apesar da aparência horrível em que se encontrava, sem ferimento algum. Charles não conseguia acreditar, mas Dorian estava na sua frente como prova viva.
Ela gaguejou em tentativa de falar alguma coisa, mas não conseguiu. Respirou fundo e tentou novamente.
- Como... Isso é possível? - ela olhou para a outra de sobrancelhas franzidas. - Eu vi você ferida Dorian. Eu vi com esses meus próprios olhos. Como você está aqui em pé na minha frente?
avatar
Daenis
Admin

Mensagens : 112
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário http://ages.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Sex Jul 24, 2015 2:12 am


Clarisse Silveri | Agente | 23 anos

Assentiu a resposta, e puxou as mangas do sobretudo para cima e foi até a cozinha higienizar as mãos, logo seguindo para o quarto dele, começando a procurar a maleta, poderia se vestir depois, após uns bons minutos procurando-a em meio aquela bagunça, ela finalmente achou, se sentou na cama, abrindo a maleta branca,  aquela era daquelas bem completas de enfermeiros, achou a agulha e o fio para a suturação.
Ouviu o barulho da porta do banheiro, mas não deu atenção, até que o loiro falou e por instinto se virou para ele e no mesmo instante, virou o rosto para o lado oposto.
Eu não vi nada, nada.
Não é como se ela nunca tivesse visto um homem nu, mas por algum motivo aquilo lhe deixava sem graça e envergonhada.



Peter Ives | Agente | 32 anos

Diminuiu a velocidade do carro, ela estava visivelmente apreensiva.
_ Gosta de música? _ perguntou para distraí-la.



Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

Revirou os olhos, enquanto olhava a estrada.
_ Você sabe que isso é bullying? Olha, olha depois que eu ficar complexida e chorando pelos cantos, irá  saber de quem é a culpa _ disse com um drama, que até poderia ser considerado verdade, quem não conhecesse a peça...
_ Mas eu disse que faço exercícios regularmente _ se defendeu, provavelmente aquele era o único hábito saudável que ela tinha.
Escutou sobre ser pequena outra vez.
_ Estou avisando que irei me debulhar em lágrimas se continuar _ disse contendo um riso.
O olhou pelo canto dos olhos, quando ele disse que não iria demiti-la.
_ Verdade? Mesmo se eu chamar de algo estranho tipo Ste-Fofo ou Stell? _ perguntou _ Em minha defesa todos estavam aclamando por uma máquina de café, cafeína é sempre boem.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Sex Jul 24, 2015 2:47 am


John Constantine

Viu como ela virou o rosto para outra direção e ele soube naquele instante que ela olhou.
–Se quiser olhar não tem problema, eu prometo que não conto pra ninguém que você tem esse lado pervertido. – provocou sabendo que esse tipo de coisa a fazia avermelhar, era simplesmente irresistível quase como se ela pedisse pra ser provocada (ok, ele sabia que não era nem um pouco assim e que qualquer dia desses ela iria realmente surrá-lo por uma de suas provocações, mas era da natureza do loiro fazer esse tipo de coisa).

Vestiu uma calça e calçava os sapatos enquanto ia pra perto dela e sentava ao lado da morena na cama.
–Pode costurar. – falou se preparando psicologicamente para a dor de ser costurado sem anestesia.

Dorian H. Gray

Dorian não era a melhor pessoa para tentar acalmar alguém em choque. Na verdade ela é o pior tipo de pessoa pra lidar com esse tipo de situação, mas não havia outra pessoa que pudesse explicar o que estava havendo ali.
–Sim, você viu. E sim, eu fui ferida, mas não estou mais ferida. – Dorian não conseguia se explicar –Charles, é uma história muito longa, e você está quase histérica. Se eu vou te contar isso então vamos precisar de uma bebida forte e um lugar aquecido e de preferência onde a polícia não vá me procurar.

Steven Lancaster

Revirou os olhos quando ela disse que ia acabar complexada e chorando pelos cantos, até parece que Beatrice Ives (atualmente “-Lancaster” agora que foi adotada) é o tipo de garota que se acaba em lágrimas, pelo que ele conhece dela a garota é bem mais o tipo que arranja um jeito de se vingar de quem ficar a provocando muito (e ele também desconfiava que ela tinha um ar meio de psicótica que o faria implorar por sua vida se bobeasse).
–E eu disse que apenas exercícios não fazem de ninguém saudável. – fez seu ponto sabendo que está certo, revirou os olhos com a ameaça dela se debulhar em lágrimas –Sabemos que você não vai começar a chorar. – respondeu.
Notou ela o olhar pelo canto dos olhos.
–Sim, Abelhinha, é verdade. Mas nada de “Ste-Fofo”, isso já é sacanagem, e de onde você tirou “Stell”? – perguntou a olhando, logo rindo quando ela falou da máquina de café –Devo concordar que cafeína é sempre bem vinda. – disse enquanto se dirigiam para o Tâmisa.

*bebendo*

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Daenis em Sex Jul 24, 2015 3:02 am

Jemma Park Willberg | 26 anos | Agente

Ela agradeceu silenciosamente por ele ter diminuído a velocidade do carro. Sabia da fama que a dupla Peter e John tinha, então estava meio surpresa por ver ele agindo dessa forma. Não que ela tivesse qualquer conhecimento a respeito da forma que ele agisse, afinal ela não interagia com ele, mas boatos correm e por ser tão introvertida, era mais fácil para ela ouvir boatos.
- Ah, sim - falou com um sorriso na voz. Tentou relaxar um pouco as mãos. Não queria preocupá-lo à toa. - Adoro música.
Mas Jemma não era o tipo de pessoa que ligava para boatos. Ela justamente os detestava. Não entendia por que as pessoas gastavam tanto tempo se importando com a vida alheia.

Caron John Whirt | 33 anos | Agente

(off: nem me toquei antes em fazer a reação do Caron sobre o John (ele tava muito preocupado com a sola do sapato) então vai atrasado).

Caron ouviu um ruído de porta abrindo e fechando e olhou por cima do ombro na direção do barulho. Virou a tempo de ver John andando com uma toalha enrolada na cintura (visão infernal que ficou queimada na mente dele) e entrando no quarto em que Clare tinha entrado.
Caron meneou a cabeça. Esse homem não tinha nenhum pudor? Para ele não importava se a garota era ou não tão psicótica quanto sua fama descrevia, era um absurdo um homem uma década mais velho que ela tratá-la daquele jeito. Isso estava completamente desequilibrado e era uma das razões pela qual ele desgostava de John: sua arrogância.
Andou até o outro lado da sala, desviando com cuidado da bagunça criada pelo loiro e pela fada raivosa, olhando janela afora.


Charlotte "Charles" Ruth Middleton | 23 anos 


| Garçonete/aspirante à cantora


Charles ficou em dúvida por um segundo, mas assentiu por fim vagarosamente. Se aproximou novamente da amiga e a olhou.
- Se vamos a qualquer lugar, você precisa sair dessas roupas ensanguentadas - ela apontou para as roupas da albina. - E eu preciso sair desses pijamas ridículos de hospital - ela falou olhando para si mesma.
A garota olhou para cima, para o céu nublado de inverno e para a neve fina que caía. O ar estava frio e começou a clarear a cabeça da garota. Resolveu embarcar na onda e não questionar mais, pois não havia sentido, visto que as provas estavam à sua frente.
- Depois dessa noite nós realmente precisamos de uma bebida forte - ela entrelaçou o braço no da amiga e saiu andando para fora do beco. - Fecha esse jaleco - mesmo sendo improvável, eles poderiam ver alguém e seria muito difícil e chato explicar todo o sangue na roupa de Dorian. - Vamos para a minha quitinete.


Última edição por Daenis em Sex Jul 24, 2015 3:10 am, editado 1 vez(es)
avatar
Daenis
Admin

Mensagens : 112
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário http://ages.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Sex Jul 24, 2015 3:09 am



Clarisse Silveri | Agente | 23 anos

_ Eu não sou pervertida, querido, isso é contigo _ garantiu, mantendo os olhos fitos na parede sem qualquer adorno, apenas para não olhá-lo, já estava constrangida o suficiente, ele iria lhe pagar por aquilo.
Sentiu o colchão se afundar ao seu lado e voltou os olhos para ele, deveria socá-lo...Por fim, se lembrou que ele estava ferido e afastou aquela ideia, por enquanto.
_ Não quer por gelo e esperar um pouco? Ajuda com a dor.



Peter Ives | Agente | 32 anos

Ela relaxou um pouco mais e ele sorriu.
_ Que tipo de música? _ perguntou, dando continuidade ao assunto, enquanto virara a esquina do bar irlandês.



Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

Escutou sobre os exercícios.
_ Eu faço o possível ter uma vida saudável _ defendeu-se, até parecia uma criança tentando dar explicações plausíveis para o seus descuidos.
_ Porque não acredita que eu posso chorar com essa maldade que está fazendo comigo? _ perguntou, olhando o mapa, estavam perto.
_ Stell soa bem, por isso falei. Mas irei pensar em um apelido fofo para você, que combine com esse seu jeito gentil _ sorriu.
_ Cafeína é ótimo, me mantém acordada durante o dia todo. Já estamos chegando.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Sex Jul 24, 2015 3:40 am


John Constantine

–Aham... Claro. – falou quando ela disse que não era, olhou a morena com a sobrancelha arqueada e perguntou: –Também sempre achei essa parede muito interessante. – brincou.
Pelo jeito que ela o olhou ele sabia que estava muito perto de levar um soco direto num dos olhos (isso já aconteceu antes e não foi nada agradável, pode não parecer, mas apesar do corpo todo delicado Clarisse tem um bom cruzado de direita). Mas ela pareceu mudar de ideia, talvez porque ele estava ferido..
–Não precisa. Só.. Costura de uma vez, logo eu espero que estejamos bêbados o bastante para que eu nem lembre que me cortei. – comentou olhando o braço onde o corte agora estava limpo.

Dorian H. Gray

Ela não sabia se Charles estava em choque, se estava bem, ou se simplesmente decidu aceitar o nonsense de toda aquela situação. A própria Dorian levou um bom tempo para conseguir aceitar aquilo tudo . Mas por falta de opção melhor escolher acreditar que a amiga havia simplesmente decidido aceitar o nonsense. Era mais fácil assim.
Fechou o jaleco como ela mandou. Por sorte o sangue da roupa já estava seco então não iria sujar a peça branca e deixar suspeito caso fossem vistas por alguém. Se bem que do jeito que estavam duvidava que pudesse ser mais suspeito... Deu o braço para Charles e foram caminhando para a kitnet.
–Sim.. Gin seria bem vindo, ou whisky. Enfim.. Acho que qualquer coisa. – um sorriso nervoso escapava pelos lábios da albina que temia que a amiga acabasse perdendo a sanidade. Afinal não é todo dia que sua amiga te diz que na verdade tem uns quatrocentos anos mais ou menos e que não pode ser morta por causa de um objeto amaldiçoado.

Steven Lancaster

–Não é apenas ‘fazer o possível’. – falou –Você precisa se cuidar direito, Abelhinha, do contrário vou precisar entrar em contato com seu irmão e dizer que você está se alimentando terrivelmente mal.
A escutou perguntar porque ele não acreditava que ela podia chorar... Ele a olhou com ambas as sobrancelhas arqueadas como se perguntasse se era realmente necessário que ele respondesse aquilo.
–porque eu te conheço, Abelhinha. – foi a resposta simples.
A olhou realmente sem saber como reagir quando ela disse que seria um apelido para combinar com o jeito gentil dele. Por Deus.... Ela era muito inocente... Não havia outra explicação além dela ser incrivelmente inocente.
–Tão fofinha e inocente.. – acabou falando mais para si mesmo do que pra ela.
Ouviu ela falar sobre a cafeína a manter acordada durante todo o dia.
–Você precisa dormir direito.

*bebendo*

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Daenis em Sex Jul 24, 2015 3:48 am


Jemma Park Willberg | 26 anos | Agente

Jemma pensou por um segundo. Seu gosto musical era extremamente extenso, variando desde metal até música clássica.
- Praticamente todos os tipos - ela falou pensativa. - Mas acho que o que se destaca seriam folk music e música clássica.


Caron John Whirt | 33 anos | Agente

*aguardando, tentando ignorar os resmungos da fada raivosa*


Charlotte "Charles" Ruth Middleton | 23 anos 

| Garçonete/aspirante à cantora


- Eu quero tequila - ela falou enquanto andava. - É de tequila que eu preciso.
A mente de Charles estava rodopiando sem parar. A garota estava começando a sentir a cabeça doer por todo o esforço de pensar. Ela literalmente estava ficando com dor de tanto pensar. Sim, ela precisava de algo que fizesse com que a loucura parecesse razoável e a dor de cabeça passasse.
avatar
Daenis
Admin

Mensagens : 112
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário http://ages.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Sex Jul 24, 2015 4:03 am



Clarisse Silveri | Agente | 23 anos

Conteve o impulso de revirar os olhos com o comentário sobre a parede.
_ Tem sorte de eu ainda não querer te matar _ resmungou, pegando o braço dele com todo o cuidado e colocando sobre o seu colo, pegando um gaze e umedecendo com um asséptico e passando delicadamente sobre o corte, assim que terminou a limpeza, umedeceu outro gaze com soro e repetiu o processe. Por fim pegou o fio e agulha para a suturação.
_ Eu te pago uma rodada para aliviar isso _ disse, começando a dar os pontos.



Peter Ives | Agente | 32 anos

_ Eu gosto de clássicas, minha era uma pianista excelente, folk e rock são ótimos também _ disse estacionando em frente ao pub.



Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

Menou a cabeça, não que ela não tentasse viver direito, é que as vezes algumas pertubações ocupavam a sua cabeça e tempo e ela acabava se descuidando, mas não tinha como explicar isso sem que ele achasse que ela era louca.
_ Okay, irei tentar mais e na próxim refeição ligo para algum restaurante e peço algo decente _ disse na tentativa de não preocupá-lo.
Riu da resposta dele sobre o porque de não achar que ela fosse chorar.
_ É o que parece _ disse, virando na rua da mansão.
Ouviu sobre ser inocente e fofa, inocente, inocente...Onde?
_ Está falando de quem?
_ Eu tento, mas troco a noite pelo dia, e a maior parte do meu trabalho é feita sob a luz natural. É apenas insonia _ disse, era uma meia verdade, naquela momento ela se deu conta que quase nunca dava uma resposta completa para as pessoas, sempre era parte da verdade, uma meia verdade ou simplesmente omitia os fatos, não é como se ela pudesse contar que seu trabalho antigo era caçar e destruir lobisomens, vampiros e qualquer outra coisa que ameaçasse os humanos.
_ Chegamos.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Sex Jul 24, 2015 4:25 am


John Constantine

–Eu sei que no fundo você me ama e jamais seria capaz de me matar. – sim, ele realmente se achava, e sabia que ela era mesmo capaz de mata-lo um dia desses, ou ao menos manda-lo para o hospital depois de uma surra (ela é mesmo psicótica).
Ele teve certeza que ela ornou a assepsia do corte mais dolorosa do que era realmente necessários apenas como punição pelas coisas que ele disse, não era possível. Ele não lembrava daquilo arder tanto antes.
Quando ela começou a dar os pontos lhe prometeu pagar uma rodada.
–Caron! – ele gritou o outro que estava na sala –Se você vai prometer eu preciso de uma testemunha. – falou a provocando (o que não foi algo muito esperto levando em conta que ela estava o costurando).

Dorian H. Gray

Charles definitivamente não estava bem. A garota parecia estar se aproximando do catatonismo. Dorian não tinha ideia de como ajudar a amiga, a albina não sabia nem mesmo como contar aquilo tudo que sabia que teria que explicar. É só que é tanta coisa, e a era em que vivem é uma onde a ciência governa soberana e qualquer coisa relacionada ao oculto é descartado com simples fantasia ou mesmo alucinação. O que só torna mais difícil para Dorian explicar tudo para a amiga.
–Charles.. – a albina chamava a outra –Você está bem?
Ela tinha que confirmar pois estava esperando o momento em que a amiga fosse começar a gritar desesperada sem entender o que está havendo, bastava o choque passar (esperava que chegassem logo antes que a outra saísse do choque).
Logo se aproximavam do local onde Charles morava. Dorian tomou a dianteira guiando a amiga e ignorando o porteiro que olhava pra elas com uma expressão estranha. Abriu a porta com a chave reserva e fez Charles entrar. Esperava que o ambiente familiar ajudasse a amiga a se acalmar.

Steven Lancaster

Escutou o que ela dizia sobre tentar mais.
–Espero que realmente o faça, do contrário vou ter que leva-la comigo para almoçar e jantar todos os dias. – ele tentou fazer aquilo soar como uma ameaça, mas sabia que jamais aquilo iria parecer ser dito sequer com seriedade, menos ainda como algo que se usa para ameaçar alguém.
A ouviu falar.
–Sim.. Você parece o tipo de pessoa que prefere fazer qualquer coisa, até mesmo encarar o problema do que chorar e ficar sem fazer nada. Mesmo quando está perdida.. – falou olhando pro rosto dela e logo desviando o olhar para além da janela vendo como já se aproximavam de sua casa –Estou falando de você, Abelhinha.. – respondeu ainda olhando pra fora.
Logo ela lhe dava sua explicação sobre trocar o dia pela noite.
–Acho que terei que te dar férias, pra ver se você começa a dormir e se alimentar direito. – brincou.
Assim que chegaram ele tocou o interfone para que o segurança abrisse o portão.
Ainda haviam uma boa distância para percorrer do portão até a entrada. Mas logo estava diante das enormes portas de folhas duplas que o mordomo abria para que entrassem e escapassem da neve.
–Dê as chaves do carro para o mordomo e o motorista coloca seu carro na garagem. – falou para ela –É melhor do que deixá-lo desprotegido na neve.

Theodore O’Callaghan
*bebendo*

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por ArabellaC. em Sex Jul 24, 2015 4:43 am


Beatrice Ives | 21 anos | Fotografa

_ Seria ótimo ter a sua companhia nas refeições, mas acho que você se alimenta tão bem quanto eu _ falou, ele deveria ser tão ocupado que nem tempo para comer tinha direito.
O escutou, ele tinha razão, ela tentava de várias formas resolver os seus problemas sem fraquejar, aquele bracelete era um solução para um, mas pelo jeito ele estava perdendo o seu poder...
_ Eu não sou inocente, Steven _ discordou.
Riu.
_ Mas eu amo esse trabalho _ falou com os olhos reluzentes.
Estacionou o carro e o seguiu até as portas duplas.
_ E eu pensando que o apartamento era grande _ disse, entregando as chaves para o mordomo, não estava mais tão distraída quanto antes, na verdade ela nunca estava distraída, apenas parecia estar os sentidos sempre estavam em alerta e aquilo lhe irritava muitas vezes. Atravessaram a porta e seguiram para a sala, ela analisava cada canto do ambiente com atenção, esperava que fosse apenas uma neura coletiva e que não houvesse nenhum espírito ali.

ArabellaC.
Admin

Mensagens : 1695
Data de inscrição : 20/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por LolitaRoger em Sex Jul 24, 2015 4:58 am


Steven Lancaster

–Saiba você, senhorita, que eu me alimento muito bem. – falou e logo adicionou entre dentes para si mesmo: -..Quando me lembro... – ele realmente quase não tinha tempo para se alimentar, estava sempre trabalhando, já que era um dos poucos herdeiros da família Lancaster e precisava lidar não apenas com as questões da empresa como também de eventos sociais já que sua família tem ligação tão estreita sendo parte da realeza britânica atual, o que ocupava parte de seu tempo e o fazia detestar qualquer tipo de coisa que fosse relacionada ao assunto.
Riu quando ela disse que não era inocente.
–Você é sim. –[b] disse [b] –Pode não perceber, e até mesmo achar que já viveu coisa o bastante para acabarem com qualquer réstia de inocência que pudesse haver em você, mas eu já disse que te conheço, e para algumas coisas você é inocente sim, sinto ter de lhe avisar. – brincou no final. Mas dizia a verdade. Se ela achava que alguém como ele era gentil então a garota era realmente inocente.
Logo estavam no grande hall de entrada aquecido. A noite realmente parecia que ia esfriar.
–Bem... essa é minha casa. – disse com um encolher de ombros como se sua casa fosse um pequeno flat e não uma mansão gigantesca construída ainda antes da guerra das duas rosas.
Deu para ouvir o som das portas de entrada sendo fechadas, mas ele pensou que fosse o mordomo.

LolitaRoger
Admin

Mensagens : 1707
Data de inscrição : 18/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AGES - Casos Sobrenaturais

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 21 ... 40  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum